"Man is working in the splashing molten iron,"

Sucesso em meio à crise

Como algumas empresas estão conseguindo manter o crescimento durante a pandemia

Com o impacto do novo coronavírus na macroeconomia e na operaçãde diversos setores, muitas empresas estão propondo ações para minimizar os efeitos da crise. Com criatividade, foco e muito empenho, algumas estão conseguindo superar as consequências da pandemia, manter o crescimento esperado ou até mesmo expandir seus negócios consideravelmente. No rol de empresas que, ao contrário de muitas outras, comemoram essa possibilidade de superação nesta fase difícil estão a Escola Brasil Canadá, a Hesselbach Company e a NLMK South America Sales.

A Brasil Canadá, sistema de franquias de educação bilíngue, adotou medidas para a continuidade dos negócios e redução do impacto da pandemia para os franqueados. A rede comemorou a expansão em 2019 com a conquista de sete unidades. Em 2020, mesmo em um cenário repleto de incertezas, a expectativa é que os resultados sejam ainda melhores, com um crescimento de 200% e previsão de chegar a um total de 20 unidades vendidas.

Beto Silveira, empresário e fundador da rede, avalia o mercado de franquias em meio à crise do coronavírus e diz que as franqueadoras têm dado apoio aos franqueados, como isenção de taxas e renegociações. Vamos estudar cada caso. Estamos trabalhando com parcelamento da taxa da franquia, e o valor que foi abatido agora deverá ser pago posteriormente, diz Beto Silveira. Também pensamos em amenizar o pagamento de royalties, afirma.

Além disso, a rede Brasil Canadá analisa constantemente medidas de contenção para evitar perdas durante o período. Vamos avaliar o que for possível, como parcelamento de material. E também, como poder colaborar com nossos franqueados, conforme orientação do nosso jurídico, avalia Beto Silveira.

Com a suspensão das aulas presenciais por tempo indeterminado, a rede Brasil Canadá estabeleceu o uso da plataforma educacional online Google Classroom como opção para as unidades franqueadas. A educação continua sendo um bom negócio. O MEC também autorizou ensino à distância em cursos presenciais, pois sabe da importância e da evolução desta nova abordagem. Além disso, não podemos ter esse período sem aulas, comenta.

Terceirização em alta

Outra empresa que vem comemorando os resultados em meio à crise é a Hesselbach Company, que este ano comemora 25 anos de serviços prestados nas áreas de Consultoria e Terceirização de serviços especializados. Ela vem conseguindo manter o seu posicionamento assertivo no mercado brasileiro graças ao esforço conjunto de seus colaboradores e do corpo diretivo. A empresa vem crescendo cerca de 10% a 12% ao ano desde 2016.

Mesmo tendo registrado uma ligeira queda de 20% nas solicitações de clientes neste primeiro semestre, por conta das medidas de combate à pandemia, a expectativa é de crescimento já no segundo semestre deste ano, quando será inaugurada uma filial da companhia em Belo Horizonte (MG) e a primeira unidade internacional na Cidade do México (México), que marcará a sua expansão na América Latina.

“A princípio, estamos inaugurando essa que será nossa primeira unidade na América do Norte com o objetivo de melhor atender à empresa Vencorex, que já é nossa cliente há 10 anos no Brasil. Queremos aproveitar a oportunidade para expandir internacionalmente os negócios, já que 50% dos nossos clientes multinacionais possuem sedes na América do Norte, mas mantêm grande parte dos negócios na América Latina”.

A promulgação da Lei 13.429/2017, e da súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que possibilitou às empresas a terceirização de todos os serviços, impulsionou o crescimento da Hesselbach em cerca de 25%. Junto a esta legislação que favorece a modalidade de CMO (cessão de Mão de Obra), a empresa também aproveitou a boa fase para se modernizar, investir em novas tecnologias. Antes focada na cessão de mão de obra e terceirização dentro das empresas, com a nova lei a companhia pôde se organizar de forma a criar um Centro de Serviço Compartilhado, dentro da Hesselbach. Assim, se uma empresa precisa de um serviço, tem a opção de ser atendida por um funcionário alocado nas sedes e filiais da companhia.

“A pandemia facilitou o trabalho remoto. Aumentou a produtividade e quebrou paradigmas em relação a clientes que eram reticentes quanto à contratação via Centro de Serviço Compartilhado”, explica o empresárioApesar do nosso faturamento ter sido reduzido em quase 20% na pandemia, não demitimos ninguém. Nossa expectativa é de retomada e crescimento no segundo semestre. Estamos notando uma maior movimentação no mercado, empresas abrindo vagas. Inicialmente, achávamos que, se pudéssemos manter o faturamento no patamar de 2019, já estaria ótimo. Mas agora começamos a perceber uma reação positiva do mercado, o que nos leva a acreditar que conseguiremos manter uma boa margem de crescimento, como nos anos anteriores, apesar da crise”.

Apostando em materiais nobres

A NLMK South America Sales, empresa que possui um dos mais eficientes sistemas integrados de aço do mundo, conseguiu manter um desempenho acima da média naáreas de mineração  e siderurgia, graças à produção e comercialização de aço de alta resistência, muito procurado pelo mercado de serviços especializados na reforma de equipamentos pesados.

Paulo Seabra, Diretor Geral da NLMK South America Sales, conta que na comparação entre os meses de abril e maio, houve retração de 15% nas vendas, e no mês de maio a queda chega a 30%, tendo como base o movimento anterior à adoção das medidas de isolamento social por conta da pandemia. nhamos estimativa de uma redução das vendas na faixa de 40% a 50%, mas os negócios estão um pouco melhores do que o esperado. Trabalhamos muito com a mineração e esse setor foi menos afetado do que outros como a indústria automobilística, que praticamente paralisou suas operações no mês passado e a economia como um todo perdeu volumes”.

Para o executivo, os negócios relativos à reforma de equipamentos, como escavadeiras também tem contribuído para um desempenho acima da média. Para aumentar a vida útil do equipamento, o usuário prefere utilizar aço de alta resistência na sua reforma, comenta.

m meio ao cenário de incertezas, Paulo Seabra afirma que o setor deverá manter e aumentar o foco em ações de sustentabilidade e inovação. Quando ponderamos a importância do aço no nosso dia a dia com a imensa capacidade da indústria siderúrgica de inovar e se manter sustentável, podemos concluir que o setor sempre terá forças para superar as crises que ocorram, como esta gerada pelo coronavírus. Sabemos que toda retomada é lenta e que uma solução só virá quando tiver vacina. Mas, por natureza, sou um otimista, e acredito que com a vacina a área industrial vai reagir mais rápido do que em outras crises, acrescenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com