Importadoras podem recuperar cerca de R$ 1 bilhão pagos indevidamente

Importadoras podem recuperar cerca de R$ 1 bilhão pagos indevidamente

Valores referem-se ao aumento indevido da taxa Siscomex em 2011

 

Mais de 7.600 empresas que atuam no ramo de importação podem reaver cerca de R$ 1 bilhão, por conta do que foi pago a mais no valor da taxa de utilização do Sistema de Comércio Exterior (Siscomex).

O reajuste de mais de 500% aplicado pelo Ministério da Fazenda em 2011 foi declarado inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal, portanto os valores não poderiam ter sido exigidos do importador.

 

Origem

A taxa foi instituída em 1998, após a criação do sistema eletrônico que integra as atividades de registro, acompanhamento e controle das operações de comércio exterior.

O tributo varia conforme o índice oficial de atualização monetária. Mas em 2011, uma Portaria do Ministério da Fazenda mudou os cálculos. Pelas novas regras, o Registro de Declaração de Importação (DI), por exemplo, pulou de R$ 30 para R$ 185 – variação de 516,6%. E cada adição de mercadorias nesse documento saltou de R$ 10 para R$ 29,50 — alteração de 195%.

“Esse reajuste foi considerado excessivo, pois extrapola a variação de 131,6% do custo de vida, medida pelo INPC, entre janeiro de 1999 a abril de 2011”, explica Arthur Achiles de Souza Correa, advogado especialista em Direito Aduaneiro, Empresarial e Internacional.

 

Como reaver esse dinheiro?

O caminho para recuperar os valores pagos a mais envolve ação judicial. O prazo de conclusão varia de um ano para mais, conforme o andamento do processo, mas permite o recebimento das quantias pagas indevidamente e ainda evita recolhimento impróprio.

A quantia que pode ser requerida é a diferença do tributo. Assim, os valores pagos a mais durante os últimos cinco anos podem ser recuperados pelas empresas, o que pode ser um alívio financeiro ao caixa nesse período de pandemia”, explica Correa.

Para se ter uma ideia, entre 2015 e 2020, levando-se em consideração as mais de 11 milhões de declarações de importação, pode-se dizer que as empresas em todo o Brasil têm a possibilidade de recuperar judicialmente, pelo menos, aproximadamente R$ 1 bilhão de reais”, observa o especialista que foi membro da Câmara Britânica de Comércio entre 2008 e 2019 e atua com Direito Tributário, Aduaneiro e Internacional há 18 anos.

A cobrança desses valores pode aliviar o caixa das companhias que atuam com a importação de mercadorias e foram atingidas por restrições em virtude da pandemia da Covid-19.

Embora o setor reconheça que as taxas de utilização do Siscomex não eram atualizadas desde 1998, as companhias do ramo ponderam que o aumento de mais de 500% vai muito além da variação inflacionária ocorrida entre 1999 e 2011, independentemente do indexador utilizado.

 

Sobre o especialista:

Arthur Achiles de Souza Correa é advogado, especialista em Direito Empresarial e Internacional, tem MBA em Negócios Internacionais e Comércio Exterior pela FGV. Foi Membro da Câmara Britânica de Comércio entre 2008 e 2019 e atua com Direito Tributário, Aduaneiro e Internacional há 18 anos. Informações pelo arthurascorrea@hotmail.com ou pelo Instagram @aasc.trade.law

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com