Business woman thinking account,account,accounting

5 dicas para manter suas finanças em dia durante a pandemia

5 dicas para manter suas finanças em dia durante a pandemia

 

As consequências trazidas pelo Covid-19 trouxeram grandes preocupações na saúde da população, mas as finanças pessoais dos brasileiros também tiveram que se adaptar a este cenário; especialista lista dicas para ajudar a manter as contas no verde e ainda passar o momento de crise com dinheiro no bolso

São Paulo, julho de 2020 –  A pandemia causada pelo covid-19 virou o mundo de cabeça para baixo. Diversos setores foram afetados e tiveram que se reinventar, como: comércio, restaurantes, turismo e até às finanças pessoais foram diretamente impactados. Por isso, é preciso se adaptar à essa nova realidade e atualizar o planejamento financeiro. Quem não tinha o costume de se organizar e poupar notou a importância de manter essa rotina.  Para se ter uma ideia, a preocupação com a situação financeira, impacta negativamente a saúde e o bem-estar dos colaboradores, bem como seu engajamento no trabalho, é o que diz  uma pesquisa realizada pela global da Willis Towers Watson sobre atitudes dos empregados em relação a benefícios.

De acordo com Ariane Marta, diretora da Brascont Contabilidade, por meio de algumas estratégias e um estudo de cada caso é possível economizar e até organizar as finanças em meio a pandemia. “Essa é a hora de fazer uma análise de todos os gastos e pensar o que é possível reduzir, negociar e até investir. Sabemos que em toda crise nascem novas oportunidades, o momento vai levar a uma reflexão das finanças pessoais e essa organização pode ser a chave para tirar aquele sonho do papel”, conta.

 

Abaixo, a especialista lista cinco dicas para manter as finanças em dia. Confira:

1 – Faça um novo orçamento pessoal: é fundamental ter um controle financeiro e saber todos os gastos, como conta de luz, água, home office, lazer, valor gasto com refeição, estudo, imposto, entre todos. “Quando sabemos onde e como gastamos conseguimos tomar decisões mais assertivas em relação às finanças. Como com a quarentena tudo mudou, inclusive os gastos, devemos trazer as contas para esse cenário e fazer um novo orçamento de acordo com essa realidade. Caso a pessoa esteja em home office provavelmente as contas de casa, como luz e água, irão vir em um valor mais alto. Se aconteceu uma redução na jornada de trabalho e na receita de pessoa física isso também deve ser analisado, para remanejar tudo e fazer um novo orçamento, rever as despesas supérfluas, também as tarifas de banco, conta de celular, internet e colocar todos esses custos no papel”, aconselha Ariane Marta.

 

2 – Crie metas para economizar:  guardar dinheiro é a principal meta do brasileiro, (49%), pelo segundo ano consecutivo. Outras vontades que dependem de uma organização financeira também estão no ranking da lista, como: fazer uma viagem, (30%), comprar ou reformar a casa, (28%),  e tirar as finanças do vermelho (27%), é o que diz dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mas nem sempre essa é uma tarefa fácil, por isso, a contadora Ariane Marta aconselha definir planos e desejos – o que ajuda a determinar a quantia de dinheiro que será destinada para esse projeto. “Anote todos seus gastos e veja quanto é possível guardar por mês, a partir disso, defina planos de curto, médio e longo prazo, por exemplo, será guardado 5% para uma poupança de emergência, 10% para a reforma de um cômodo ou até alguma quantia para a compra de uma casa ou um projeto que requer mais planejamento financeiro”, completa a contadora.

 

3 – Determine gastos essenciais e supérfluos: você precisa ou quer? Essa é uma das formas de saber qual a necessidade de cada gasto nas despesas pessoais, por exemplo, todos precisam se alimentar diariamente, mas isso não significa que a comida deve ser comprada de um restaurante. “A quarentena trouxe mudanças até nesse sentido, por exemplo antes o gasto com transporte era essencial, agora com a adoção permanente do home office pode ter se tornado supérfluo, outros gastos também podem ter se modificado como a necessidade de comprar mais botijão de gás, investir em uma estrutura para o trabalho remoto e outros fatores. Além disso, muitas pessoas que não levavam marmita passaram a cozinhar em casa, o que também gera economia”, explica Ariane Marta.

 

4 – Esse é um bom momento para sair do vermelho:  para quem está em uma ‘bola de neve’ esse é um momento importante para renegociar dívidas. “Hoje existem alternativas para quem deseja organizar as finanças, existe a possibilidade de procurar por fintechs que emprestam dinheiro, além disso a Taxa Selic, taxa básica de juros da economia, está baixa  – o que torna o momento ainda melhor para fazer acordos. Também existe a possibilidade de reduzir parcelas de financiamento,  mas isso deve ser feito com cuidado, porque às vezes faz aquela negociação que reduz a parcela, mas aumenta em 10 anos o financiamento”, esclarece Ariane Marta.

Ainda de acordo com ela, quem perdeu a renda nesse momento de pandemia deve recorrer a todas as medidas que o governo oferece. “É preciso analisar cada caso, mas existem uma série de medidas que vem para ajudar a população, então é preciso ficar atento ao seguro desemprego, auxílio emergencial, entre outros programas. Essa é a hora de se pensar em novas receitas, procurar serviços de acesso remoto, existem alguns grupos e sites que ajudam na questão de trabalhos freelancer. Por isso, é importante rever todos os gastos e até o plano de carreiras para ver se é possível aplicar nesse novo normal o que se sabe fazer”, conta Ariane Marta.

 

5 – Acompanhe seu progresso e os resultados positivos: poupar dinheiro se torna ainda mais fácil quando é possível ver os resultados. “Anote tudo e veja o quanto falta para alcançar sua meta, quando percebemos que estamos conseguindo manter uma rotina e organização isso estimula e mostra na ponta do lápis os resultados positivos. Defina um dia do mês para verificar seu progresso. Fazer uma análise quanto falta para chegar no objetivo também ajuda a ter consciência sobre as finanças e ainda estimula a manter as finanças em ordem. Com organização e pequenas estratégias é possível manter as finanças em dia e ainda realizar sonhos que dependem do orçamento”, finaliza Ariane Marta.

 

Sobre a Brascont Contabilidade

A Brascont é uma empresa de Contabilidade focada em atender pequenas e médias empresas. A Companhia trabalha com tecnologia, de forma integrada e digital. Assim mantém um relacionamento consultivo com seus clientes, com participação efetiva em seus negócios. A empresa é responsável por: serviços terceirizados da área tributária, contábil e de departamento pessoal; implantação de sistema para gestão de controle de ponto; implantação de integração bancária com a contabilidade; parametrização de sistemas financeiros para fluxo de caixa; controle de estoque e etc; parametrização de emissores de notas fiscais; serviços para Pessoas Físicas: Empregadores Domésticos (eSocial) e Imposto de Renda e Abertura, alteração e cancelamento de empresas. Saiba mais:  http://www.brasct.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com