Pague Veloz

Com pagamento por link, MPES podem realizar cobranças sem presença física do cliente

Com pagamento por link, MPES podem realizar cobranças sem presença física do cliente

A fintech PagueVeloz, que tem no portfólio negócios do segmento de serviços, como despachantes e mecânicas, ampliou a oferta do serviço nas últimas semanas e uso da funcionalidade subiu 130%. LinkVeloz tem proposta de garantir serviços mesmo durante restrições relacionadas ao distanciamento social

Com a ordem de isolamento social e redução de contato físico, não é apenas a prestação de serviço que é afetada. Mesmo em casos onde o trabalho pode ser realizado remotamente, a cobrança via cartão de crédito, especialmente nos pequenos negócios, ainda exige a presença do cliente no momento da transação.

Para facilitar este processo, a fintech PagueVeloz ampliou a oferta do LinkVeloz, opção de pagamento via link, que elimina a necessidade do uso da máquina de cartão e, consequentemente, o deslocamento do cliente até seu fornecedor e vice-versa. Em menos de uma semana, o uso deste recurso subiu 130%. Com ele, usuários da plataforma, como oficinas mecânicas e despachantes, conseguem enviar por e-mail a solicitação de cobrança para o cliente, que pode parcelar débitos em até 12 vezes.

Em nenhum momento, os dados do cartão do cliente ficam disponíveis para a empresa que utiliza a PagueVeloz. Ela recebe apenas a confirmação do pagamento e o saldo da transação. “Este é um momento em que a adaptação para a sobrevivência das MPEs é fundamental. Além de ser uma funcionalidade muito simples, que pode ser acessada pelo nosso app, é transparente, segura e prática. Nosso cliente entra na plataforma, preenche os dados do seu cliente e o valor, envia o link e recebe a confirmação do pagamento. Tudo online”, explica o CEO da PagueVeloz, Paulo Gomes.

O envio de cobrança através de link também pode ser realizada quando o cliente opta por pagamento via boleto bancário.

Regularização de documento automotivo é um dos benefícios

Entre os serviços mais comuns em que há utilização da plataforma da fintech é a regularização de débitos automotivos. Despachantes de todo o país usam a solução para facilitar a oferta do parcelamento ao seu público. “Agora, mesmo com as medidas de restrição e isolamento social, o despachante pode oferecer a regularização do documento do carro, por exemplo, sem que o cliente tenha que sair de casa para efetuar o pagamento”, afirma Paulo.

Além do pagamento via link, a plataforma da PagueVeloz permite que a empresa realize toda a gestão financeira do negócio, com opções de transferência, gerenciamento de boletos, simulação de venda parcelada e até recarga para celular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com