7 dicas para evitar erros nas compras on-line

7 dicas para evitar erros nas compras on-line

A internet vem revolucionando cada vez mais os e-commerces, movimentando bilhões de reais anualmente. Por outro lado, com a expansão dos comércios eletrônicos, as empresas precisaram desenvolver novas estratégias para deixar os consumidores mais seguros ao fazerem compras on-line, além de promover a satisfação dos usuários.

Pensando na comodidade e conforto do consumidor, o professor e especialista em Marketing do Centro Universitário Internacional Uninter, Achiles Batista Ferreira Junior, listou sete dicas importantes para tornar a compra rápida e segura.

1 – Buscar o produto em ao menos três sites

“Comprar um produto hoje quer dizer seguir um pilar que, mesmo involuntariamente, todos seguimos. São eles: visar o preço, qualidade e, por fim, a segurança. Mesmo tendo em mente uma loja padrão confiável, ainda assim tentamos buscar um melhor custo-benefício pelo produto. O equilíbrio entre esses pilares sustenta um mercado extenso e lucrativo que vem crescendo exageradamente nos últimos anos, levando muitos à felicidade da espera da entrega ou a tristeza de uma compra malsucedida”, explica Junior.

Por isso é importante buscar em mais de três endereços antes da certeza da compra.

2 – Ler comentários e avaliações

Com a acessibilidade da internet nos dias de hoje, ficou muito mais fácil procurar avaliações e comentários de pessoas que já compraram certo produto ou serviço.

Sites como Reclame Aqui, Procon e avaliações do Facebook podem ajudar a ver quais os prós e contras antes de adquiri-los. Procurar sites que possuem avaliações individuais de vendedores ou lojas, como por exemplo o Mercado Livre, podem ser bons locais de compras seguras. Dessa forma o cliente estará mais preparado e seguro contra fraudes e possíveis problemas.

3 – Desconfiar de “ofertas milagrosas”

É preciso ter cautela quando o desconto é grande demais. Acreditar em preços muito abaixo do valor real de mercado pode ser uma cilada. Diversos sites aplicam golpes nas pessoas com essas ofertas, apresentando algo com um preço muito bom para depois não entregar o produto. Desconfie sempre.

4 – Verificar se o site é confiável

Segundo o professor, com o aumento de demanda de produtos e serviços on-line, diversos sites foram criados para supri-la. Porém, o consumidor está se sentindo muito mais confiante com as novas ferramentas de segurança criadas na internet e isso é muito perigoso.

O consumidor deve estar sempre atento a sites como “Reclame Aqui”, que mostram a reputação das lojas e marcas, para evitar dor de cabeça depois.

5 – Verificar medidas e especificações

É muito importante antes de comprar qualquer coisa pela internet verificar suas especificações de medidas, instruções de uso, voltagem, material, etc. Se for o caso de uma peça de roupa, essa atenção deve ser redobrada principalmente quando se trata de tamanho. Prefira sempre sites que forneçam as medidas da peçanão apenas medidas generalizadas (como P, M e G), para evitar devoluções.

6 – Atente-se aos seus direitos

A grande facilidade ao acesso a produtos na internet faz com que os consumidores se sintam atraídos pelas ofertas e acabem seduzidos pelas compras, deixando detalhes importantes de lado.

No âmbito do direito do consumidor, é essencial saber que o comprador tem o direito de arrependimento assegurado pelo CDC. “Ele tem sete dias contados a partir do recebimento do produto para se arrepender da compra. O consumidor deverá formalizar à empresa o motivo do cancelamento, devendo assim reaver o dinheiro”, comenta Junior.

O fornecedor não poderá cobrar o frete para a devolução do produto, bem como é vedado não aceitar o cancelamento por condição da embalagem estar violada.

7 – Analisar especificações de entrega e devolução

Para evitar problemas de logística, antes de comprar um produto on-line observe todas as especificações de entrega (tempo, valor e opções) e de devolução, pois em alguns sites o processo de devolução é bem desgastante e demorado.

Em relação ao frete, é válido sempre observar o valor: alguns sites colocam um preço muito atrativo no produto e compensam em um frete absurdo, que em muitos casos não vale a pena.

Sobre o Grupo Uninter

O Grupo Uninter está entre os maiores players do segmento educacional, e é a única instituição de ensino a distância do Brasil recredenciada com nota máxima pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, o centro universitário conquistou o conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado pelo MEC.  O resultado aliado à nota máxima de seu programa de educação a distância (EAD), consolida a Uninter como a melhor instituição EAD no Brasil, à frente dos outros cinco maiores grupos educacionais que atuam na modalidade.

Sediado em Curitiba (PR), já formou mais de 500 mil alunos e, hoje, tem mais de 250 mil alunos ativos nos mais de 200 cursos ofertados entre graduação, pós-graduação, mestrado e extensão, nas modalidades presencial, semipresencial e a distância. Com polos de apoio presencial, estrategicamente localizados em todo o território brasileiro, mantém cinco campi no coração de Curitiba. São 2 mil funcionários trabalhando todos os dias para transformar a educação brasileira em realidade. Para saber mais acesse  uninter.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com