Aplicativo auxilia cidadão em seus gastos e promove a educação financeira

Citizen, do IBPT, delineia a inflação pessoal do consumidor e aponta seus hábitos de consumo

Agosto, 2019 – O brasileiro faz mágica para sobreviver. Com o salário mínimo estabelecido em R$ 998,00, tudo deve ser colocado na ponta do lápis. “É o aluguel, o transporte, as compras do mês, o plano de saúde, quando dá para pagar, e aqueles gastos que nem sempre são previstos e nos pegam de surpresa”, diz o presidente executivo do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, João Eloi Olenike.

É um verdadeiro malabarismo. Quem ganha um salário mínimo passa a maior parte do ano se equilibrando na corda bamba das contas e esperando pelo décimo terceiro salário ou as férias para desafogar as finanças. “Nem sempre é possível colocar em prática os planos que fazemos com o dinheiro, por isso é fundamental que o cidadão fique de olho nas suas finanças, se não há gargalos ou torneiras abertas. Às vezes, alguns hábitos precisam ser mudados e alguns cuidados devem ser redobrados”, diz Olenike.

Protagonista em assuntos que estão diretamente ligados ao cotidiano do consumidor e contribuinte brasileiro, o IBPT vê a educação financeira como principal fator de mudança de comportamento e uma maneira mais consciente de poupar dinheiro. “Diante de um cenário tributário complexo no país, recessão, inflação e oscilação de preços, é importante que o contribuinte fique atento às suas finanças e não comprometa sua receita com itens que, no momento, podem esperar um pouco mais para serem adquiridos”, afirma o especialista.

De olho no dinheiro

Para que as finanças pessoais não fujam do controle, o cidadão brasileiro pode contar com o aplicativo Citizen, do IBPT, para gerenciar suas contas e não passar o mês no vermelho. Gratuito e disponível nas plataformas Android e iOS, de interface simples, ao fazer a leitura do QR Code da Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e) ou do código de barras do DANFE da NFe (Nota Fiscal Eletrônica) de cada compra, o cidadão consegue separar por categorias os itens adquiridos, e ao longo do tempo de uso, o aplicativo delineia o seu perfil consumidor e a sua inflação pessoal. Por meio do Citizen, que disponibiliza gráficos de leitura simples e intuitiva, é possível controlar os gastos por categoria, data, valor total, estabelecimento onde comprou e pesquisar a evolução do valor unitário de cada bem ou mercadoria.

Diferente de outros aplicativos, o Citizen não solicita e não armazena informações pessoais do usuário, como salário e CPF.

Bye bye money

Além do aplicativo, que pode ser uma “mão na roda” para que o cidadão saiba de que maneira está gastando seu dinheiro, é fundamental observar alguns hábitos financeiros nem tão saudáveis. São eles:

– Investir na poupança

Sobrou um dinheirinho e lá vai o cidadão, investir na poupança. Esse é um erro cometido pela maioria dos brasileiros. Atualmente, a caderneta de poupança não oferece rendimentos atraentes, mas por desconhecimento, o contribuinte acredita que ela é o único fundo de investimento, quando na verdade, o Tesouro Direto é mais atrativo para quem pretende aplicar seu dinheiro e vê-lo render.

– Comprar por impulso

Fuja das compras por impulso. Elenque prioridades. A pergunta a ser feita é: eu preciso mesmo desse item agora? “Essas perguntas ajudam o cidadão a repensar a forma como gasta seu dinheiro”, diz Olenike.

– Cartão de crédito

De mocinho a vilão, o cartão de crédito deve ser usado com cautela. “Priorize utilizá-lo naquelas situações imprevistas, em que você não tem dinheiro na hora. Também é válido fazer uso dele para planejar e parcelar aquela viagem há tanto tempo sonhada, desde que não comprometa a sua renda e não o leve ao endividamento”, ressalta Olenike.

– Não pesquisar antes de comprar

“Gostei, vou levar!”

Alto lá! Com a facilidade proposta pela internet, só compra de primeira quem não quer pesquisar. “Se são itens que o cidadão não tem o hábito de comprar, uma boa pesquisa ajuda muito na busca e aquisição de produtos por um valor menor. Para quem faz compras habituais e registra as suas notas no Citizen, basta acompanhar seu gráfico de consumo e identificar nele onde o produto que está buscando foi adquirido por um preço menor”, lembra o presidente do IBPT.

– Pequenos gastos frequentes

O cafezinho depois do almoço, o chocolate para adoçar a vida e pronto, isso tudo, somado diariamente, levou parte do seu dinheiro. “Pequenos hábitos diários reduzem o dinheiro, então, é prudente observar para onde está indo esse dinheiro. Sempre nos apoiamos no: ‘é baratinho, não pesa’, mas quando esse baratinho se multiplica, aí sim começa a pesar”, conclui Olenike.

Sobre o IBPT

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT atua desde 1992 na área de inteligência tributária ao realizar pesquisas, estudos e análises para gerar conhecimento e esclarecer a população sobre o complexo sistema tributário brasileiro. Ao mesmo tempo, vem transmitindo informações e dando consultoria estratégica sobre carga tributária setorial, implementando sistemas de governança tributária e desenvolvendo ferramentas e métodos a fim de incrementar a lucratividade das empresas. Seus projetos socio tecnológicos tem ampla utilização, como o Impostômetro, De Olho No Imposto, Lupa Nas Compras Públicas E Empresômetro.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://www.ibpt.org.br ou pelo telefone (41) 2117-7300.

Atendimento à imprensa – Descomplica Agência de Mídias

Janaína Fogaça – Jana@agenciadescomplica.com.br

Ulisses Dalcól – ulisses@agenciadescomplica.com.br

Fone: 41 9 9692.4573 – 41 3030-4480

Facebook/Instagram: @agenciadescomplica

Website: www.vempradescomplica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

No 31º aniversário da Constituição Federal, Brasil coleciona mais de 790 mil normas vigentes

No 31º aniversário da Constituição Federal, Brasil coleciona mais de 790 mil normas vigentes Estudo do IBPT revela que foram editadas mais de 6 milhões de normas durante a vigência...

Até setembro de 2019, foram abertas cerca de 8,5 mil empresas por dia no Brasil

Até setembro de 2019, foram abertas cerca de 8,5 mil empresas por dia no Brasil Dados do Empresômetro revelam que empreendedorismo continua crescendo no país Outubro de 2019 – Ser empresário...

Advogado analisa acertos e pontos críticos da Lei da Liberdade Econômica

Para Fernando Forte, advogado do escritório Tardioli Lima, principal objetivo da lei é desburocratizar as atividades econômicas – mas alguns pontos ainda merecem atenção   São Paulo, 8 de outubro...

CNAE errada pode causar dores de cabeça para sua empresa

CNAE errada pode causar dores de cabeça para sua empresa Enquadramento indevido pode gerar transtornos como problemas com a tributação e impedir a participação em processos de licitação foto para...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com