Dia dos Pais: pequenos e médios e-commerces devem faturar R$ 84 milhões

Projeção da plataforma Loja Integrada prevê um aumento de 28% no faturamento das lojas – se comparado com o mesmo período de 2018

Os pequenos e médios lojistas virtuais se destacam cada vez mais no mercado de vendas online. Em sua maioria das vezes, esses empreendedores abriram sua loja com um investimento pequeno – cerca de R$ 1.000 -, possuem estoque em casa e trabalham sozinhos. Só na Loja Integrada, plataforma para criação de lojas virtuais com foco em pequenos e médios lojistas, já são mais de 1 milhão de lojas criadas e cerca de 600 novos negócios digitais lançados todos os dias na rede.

Para o Dia dos Pais, uma das datas mais importantes para o e-commerce, os pequenos e médios lojistas se preparam para garantir bons preços, com entregas eficientes.“Comprar dos pequenos pode trazer diversos benefícios, como atendimento personalizado, além de ofertas em produtos de nicho e flexibilidade nas formas de envio – geralmente, as pequenas e médias lojas recebem menor volume de pedidos do que os grandes varejistas, o que reduz a possibilidade de problemas ou atrasos na entrega”, comenta Alfredo Soares, especialista em comércio eletrônico e diretor de duas das maiores plataformas com foco em negócios PMEs do Brasil, a Loja Integrada e a XTECH Commerce.

De acordo com projeção da Loja Integrada, esses e-commerces devem faturar em 2019 cerca de R$ 84 milhões durante o mês de agosto – impulsionado principalmente pelo dia dos pais. “Só no ano passado esses lojistas faturaram cerca de R$ 65 milhões. Para este ano, prevemos um aumento de 28% no faturamento das vendas pela internet”, explica Soares. Ainda de acordo com levantamento da plataforma, o ticket médio das compras deve ser cerca de R$ 218,00 este ano – 5% a mais que o ano passado. Os segmentos que devem se destacar nas vendas são: Moda e Acessórios, Cosméticos, Perfumaria e Cuidados Pessoais, Casa e Decoração, Eletrônicos e Esporte.

Brasileiros compram em cima da hora

De acordo com pesquisa recente Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), oito em cada dez consumidores pretendem pesquisar e comparar os preços antes de finalizar as compras.

Desses, 71% costumam realizar pesquisas na internet, sendo que a maioria (72%) utiliza sites de busca. Lojas de shopping (55%) e lojas de rua (47%) também foram citados pelos consumidores como locais de pesquisa de preços.

Ainda segundo a pesquisa, metade dos entrevistados pretende comprar o presente de Dia dos Pais na primeira semana de agosto (principalmente as mulheres), enquanto 13% provavelmente acabarão deixando para a véspera.

“No Brasil, as pessoas costumam comprar os produtos em cima da hora, seja pela falta de tempo ou para tentar achar uma oferta que realmente valha a pena. Para quem vende online, uma boa dica é caprichar no prazo de entrega, oferecendo opções rápidas e seguras para que o presente chegue até a data”, finaliza o especialista.

*A projeção foi feita com base no histórico dos vendedores e após análise de comportamento dos pequenos e médios lojistas da plataforma nos últimos dois anos em relação a Data do Dia dos pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Eles vieram para ficar: os robôs serão presença constante no nosso cotidiano em 2020

Empresas estão mais aderentes a cada dia à inteligência artificial para a criação de robôs personificados de acordo com o perfil dos consumidores da marca para melhorar o atendimento ao...

Aceleradora do Grupo 3Corações investe na empresa curitibana Café do Moço

A parceria prevê investimentos iniciais na cidade de Curitiba e um plano de negócios consistente para os próximos cinco anos De olho no crescimento do mercado de cafés especiais a...

O que você precisa saber sobre o Contrato de Trabalho Verde Amarelo

A Medida Provisória 905/2019, também conhecida como Programa Emprego Verde-Amarelo, alterou diversos pontos da CLT, sendo considerada uma “minirreforma” trabalhista. A MP também introduziu ao ordenamento jurídico um novo modelo...

Nordeste é destaque e tem média 15% maior no número de aberturas de empresas no Brasil no segundo semestre do ano

Dados do Empresômetro revelam que região segue em franco crescimento Que o brasileiro vem se reinventando através do empreendedorismo não é novidade, mas vem crescendo exponencialmente o número de aberturas...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com