Executiva prova que existe espaço para mulheres no comando de empresas de TI

Sylvia Bellio é fundadora da IT Line Technology, maior canal de vendas da Dell EMC no Brasil e já foi agraciada, através de sua empresa, por anos consecutivos com os mais conceituados prêmios da fabricante, além de ser a única mulher a compor o conselho das empresas parceiras da Dell no país.

É uma das poucas empreendedoras e altas executivas no setor e uma ativista para o empoderamento feminino na área de Tecnologia da Informação. Participa ativamente de eventos nacionais e internacionais sobre empreendedorismo feminino, sendo a participação mais recente no Dell Women’s Entrepeneur Network 2017 (DWEN), realizado em São Francisco, EUA. No evento Sylvia pôde conhecer de perto as experiências de outras 200 empresárias de 20 países diferentes e discutir a importância da mulher no mercado de tecnologia da informação.

Desde a escolha da profissão, Sylvia encontrou desafios e preconceitos para construir sua trajetória de sucesso. “Quando fiz o curso técnico de informática, há aproximadamente 20 anos, poucas garotas se interessavam pela área. Na minha sala dos 44 alunos, havia apenas seis alunas e, normalmente, os colegas do sexo masculino julgavam com um ar de superioridade quando respondíamos as perguntas feitas pelo professor. Mas obviamente que nossas respostas estavam certas e eram validadas pelo professor”, comenta Bellio.

Para a empresária, hoje, a área está mais aberta, porém, ela já participou de reuniões de negócios em que foi questionada pelo fato de ser mulher.

“Uma vez um cliente se sentiu incomodado, provavelmente porque sou mulher e CEO, com foco na área comercial da minha empresa, e questionou a ausência de um técnico do sexo masculino na reunião. Nestes casos, é importante como a mulher reage à discriminação. Ela deve provar com seu trabalho, conhecimento e competência porque está ali naquela posição. No decorrer de uma reunião é necessário demonstrar conhecimento e o lastro sobre o assunto, isso acaba gerando mais credibilidade para a mulher como profissional, conta.

Ela sente que o mercado profissional tem reagido de alguma forma ao preconceito, inclusive na questão salarial, mas ainda está distante do ponto ideal de equilíbrio.

“A força de vendas de nossa empresa na região Sul tem apenas presença de homens, em compensação no escritório de vendas de São Paulo a esmagadora maioria é de mulheres. Não há preferência biológica, depende apenas da competência e qualificação e não fazemos distinção salarial por causa do sexo”, ressalta Sylvia.

Com mais de 15 anos de experiência no mercado de tecnologia a CEO conduz sua equipe para dar suporte na busca de soluções para resolver os desafios de negócios das empresas.

“A competência e destreza dependem de cada pessoa não do sexo. Não se pode generalizar e dizer que pelo fato de ser mulher, alguém não terá condições de fazer algumas coisas, biologicamente falando, que o homem pode fazer. Se nós conseguimos trabalhar com cólica, ser mãe e fazer uma infinidade de coisas, por que não ser CEO de uma empresa de tecnologia?”, explica a executiva.

“Inúmeras inovações ocorrem no mundo da tecnologia, cabe também nos mantermos em constante atualização quanto as questões de gênero, que migram para participação igualitária de homens e mulheres na sociedade como um todo”, enfatiza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com