Brasil registra abertura diária de cinco mil empresas

Maioria está no setor de serviços e na região sudeste do país

O Brasil possui uma população economicamente ativa estimada em 120 milhões de pessoas. São elas que estão movimentando a economia, contribuindo e gerando renda para o país; parte está empreendendo e investindo no próprio negócio. É o que aponta um recente levantamento realizado pelo Empresômetro, empresa especialista em inteligência de mercado e que detém a base de dados mais atualizada sobre as empresas do Brasil.

 De acordo com os dados, cinco mil empresas são abertas diariamente no país, 50% estão no setor de serviços. O comércio é responsável por 35% dessa fatia. Três de cada dez empresas estão no estado de São Paulo.

De acordo com o Coordenador de estudos do Empresômetro, Gilberto Luiz do Amaral, os números trazem um panorama empresarial do Brasil. “Essa constatação revela que 65% das empresas do país são familiares, de negócios que se estendem por gerações, no final do século passado eram 80%. Outra revelação importante é que 20% da população já têm ou estão abrindo uma nova empresa”, afirma Amaral.

Esses dados correspondem às mais de 24 milhões de empresas ativas, que fazem parte do rol de empreendedor individual, pequena e média empresa até as grandes S/A. “Se levarmos em conta que cada empresa, exceto o MEI, precisa de dois ou mais sócios para ser constituída, chegamos a esse número impressionante”, explica Amaral.

O outro lado da moeda

Se por um lado o terreno de abertura de empresas é fértil, por outro a realidade do mundo dos negócios não é tão bonita: cerca de duas mil encerram suas atividades diariamente. De acordo com Amaral, o fechamento de empresas se dá por diversos fatores, entre eles, a falta de planejamento e de capital. “Na maioria das vezes, as novas empresas nascem da necessidade individual. É bastante comum o empreendedor investir no próprio negócio depois de pegar uma indenização por conta de um desligamento do mercado formal de trabalho. Ele aplica o dinheiro, mas não é de um dia para o outro que a empresa começa a dar retorno, geralmente, depois do primeiro ano é que se começa a ver resultado do investimento, e sem capital, é praticamente impossível manter um negócio”, afirma.

Entre os estabelecimentos que mais fecham as portas estão as lojas de shoppings centers. “É bastante comum o fechamento dessas lojas, pois dependem de diversos fatores, como a concorrência mais próxima, aluguel e adaptação ao cenário econômico. É um investimento que requer estudo de mercado, estudo sobre o setor em que se quer investir; muitas vezes o empresário só aprende na prática, e infelizmente, a prática é mais cruel que a teoria”, destaca o estudioso.

A burocracia é outro entrave no crescimento das empresas e que contribui muito para o encerramento das atividades. “A burocracia no país faz com que se demore muito para abrir um negócio. O empresário aluga um espaço, que geralmente necessita de adaptações, e que só vai funcionar meses depois. Arrisco dizer que a burocracia implica mais que os custos tributários”, afirma.

Outro vilão dos empreendimentos é a internet. Embora as vendas pela rede ainda representem pouco, cerca de 15%, muitas lojas migraram para o ambiente virtual por conta do “enxugamento” de gastos, uma vez que não é necessária a contratação de mão de obra específica e de um espaço físico, o que faz com que, no final das contas, a economia seja grande. “Ao migrarem para ambientes virtuais, as lojas levaram grande parte de seus consumidores também. É um processo frequente, que diminui custos e ainda assim faz a economia girar”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?

Na hora de abastecer, qual o combustível mais econômico?   Na hora de abastecer um carro flex, a dúvida sobre qual combustível colocar em seu tanque é bastante grande. Existe...

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado?

Como evitar uma bolha de inadimplência no mercado? Por Mário Conforti Seis em cada dez brasileiros deixaram de pagar alguma conta no mês de maio por causa da pandemia. Entre...

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens

Banco Central aperta cerco contra lavagem de dinheiro e ocultação de bens O TreeCompliance permite a implementação imediata de qualquer política de conformidade Por Odilon Costa A partir de 1º...

Quase 2 milhões de empresas devem migrar de regime com a nova Reforma Tributária

A proposta que o Governo Federal enviou ao Congresso Nacional – e que tende a ser aprovada em breve – deve fazer com que cerca de 50% das empresas hoje...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com