Studio shot of açai berry fruit on the palm leaves

FATURAMENTO DA COMBU CRESCEU 74% EM 2017

 A busca por produtos típicos da Amazônia

faz empresa crescer mesmo com o mercado desacelerado

O mercado de produtos típicos da Amazônia tem crescido em São Paulo. É o que mostra os números da Combu, empresa que distribui alimentos do norte do país. Criada em 2015, a distribuidora fornece ingredientes típicos do Pará e do Amazonas para restaurantes, hotéis, lojas, mercados, bares entre outros atacadistas e muitos clientes de varejo para São Paulo e vários outros estados do país.

Nos últimos três anos, a Combu, que começou do zero um trabalho de divulgação na cidade de São Paulo, viu seu faturamento crescer em mais de 300%. Só em 2017 o crescimento foi de 74%, faturando mais de R$ 500 mil.

Este crescimento se deve muito a conquista de novos e maiores clientes, como o Grupo Pão de Açúcar, onde 48 lojas já vendem farinha de mandioca, de tapioca e molho de pimenta de cheiro com tucupi. Já no Carrefour, são apenas 6 lojas na cidade de  São Paulo (segmento A+) que a distribuidora atende com sorvetes de frutas típicas do Pará. E ainda há distribuição no Santa Luzia, nos jardins, também com sorvetes típicos, além de açaí e tucupi.

Com os novos clientes, a mudança de ponto foi inevitável. Hoje a distribuidora está no bairro da Bela Vista, em um imóvel com 120m2..  Então o estoque que inicialmente armazenava 1,5 toneladas de alimentos, entre secos e congelados, hoje tem capacidade de armazenamento para três toneladas de produtos congelados e mais cinco para produtos secos.

“Com tanto espaço, foi possível montar um frente de loja e assim atender uma antiga demanda dos clientes: Oferecer produtos artesanais, como cerâmica marajoara, brinquedos de miriti, fotos, roupas e acessórios”, explica Marina Cabral, proprietária da empresa.

Entre os produtos mais vendidos estão o tucupi, caldo extraído da mandioca brava (R$ 27) e o açaí, fruta típica da região paraense (R$ 30). Além das farinhas de tapioca e mandioca, jambu, pimentas, polpas de frutas (cupuaçu, graviola, bacuri, taperebá e muruci), doces, chocolates típicos e o feijão da região do tapajós. No total, a distribuidora oferece uma linha com mais de 60 itens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Tudo sobre a economia do país

Saiba como é possível comprar pagando menos impostos

Saiba como é possível comprar pagando menos impostos Por meio do aplicativo Citizen, do IBPT, consumidor tem acesso à sua inflação pessoal e perfil de consumo, além de saber quanto...

A importância da estruturação de negócios e planejamento estratégico para startups

Por Ricardo Frazzato * Pesquisar o mercado, planejar as ações, organizar e estruturar são ações básicas para qualquer empresa crescer. E o mercado das startups não é exceção, muito pelo...

Cinco dicas para fidelizar clientes no salão de beleza

Numa época em que as pessoas se preocupam mais com a estética, a abertura de um salão de beleza pode ser um bom investimento, mas exige atenção. Voltado principalmente ao...

Brasileiro empreende mais nos segmentos de moda e beleza

Brasileiro empreende mais nos segmentos de moda e beleza Segundo dados do Empresômetro, esse setor foi responsável por mais de 15% das aberturas de novos negócios Julho de 2019 –...

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com